Ouça agora na Rádio

Ouça agora

Foz do Iguaçu tem sete casos suspeitos de reinfecção ou reativação do coronavírus no organismo

Foz do Iguaçu tem sete casos suspeitos de reinfecção ou reativação do coronavírus no organismo

Postado em 02/09/2020 por

Compartilhe Agora!

Pacientes estão sendo acompanhados por equipes do Hospital Municipal, que terá um ambulatório específico para monitorar a saúde de quem já teve alta.

Imagem: Secretaria Municipal de Saúde (Arquivo).

A Secretaria Municipal de Saúde comunicou, na tarde desta quarta-feira (02), que o Hospital Municipal Padre Germano Lauck pretende implantar, em até trinta dias, um ambulatório para o acompanhamento de pacientes recuperados da covid-19 em Foz do Iguaçu. Sete casos suspeitos de reinfecção ou reativação do novo coronavírus no organismo estão sendo investigados.

URGENTE – 22h17: Região do Lancaster e Parque Imperatriz terá toque de recolher a partir de sexta-feira (04/09) – confira o mapa.

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, um dos objetivos da criação de uma estrutura específica é prevenir e acompanhar possíveis complicações tardias da doença e também monitorar casos de reativação ou reinfecção do vírus. Atualmente, são sete os moradores da cidade que, após a recuperação, voltaram a apresentar sintomas.

Os inquéritos sorológicos realizados também estimam que quase 40% da população de Foz do Iguaçu já teve algum tipo de contato com o novo coronavírus.

Leia Também: Mapa de Calor desta sexta mostra aumento de casos de covid no Centro, Porto Meira e Campos do Iguaçu (04/09).

“A covid-19 vem se mostrando cada vez mais como uma doença sistêmica, cujas complicações agudas e tardias podem refletir em diferentes órgãos e sistemas do corpo. Dentre estas manifestações, merecem destaque as cardiovasculares, as neurológicas e as pulmonares”, argumenta o diretor técnico do Hospital Municipal, Fábio Marques.

Além disso, o acompanhamento torna-se fundamental em virtude do aumento do número de casos graves e internações pela doença, principalmente entre idosos e doentes crônicos. Esses grupos são mais suscetíveis a desenvolver as complicações da covid-19.

“A abertura de um serviço ambulatorial destinado ao atendimento de pacientes pós-covid poderá trazer um maior nível de conhecimento sobre a doença, prevenir complicações tardias pela identificação precoce das mesmas e favorecer a reabilitação desses pacientes”, acrescentou Marques

Reativação

Novos dados sobre possíveis casos de reativação ou reinfecção pelo coronavírus também embasam a implantação do ambulatório. O Hospital Municipal investiga sete casos de pacientes que tiveram a covid-19 e voltaram a apresentar sintomas da doença.

“Algumas pessoas que já tiveram a covid pensam que estão imunes e acabam não se cuidando mais. Elas acham que já estão protegidas. Existe a possibilidade de que estes casos tendem a ser mais graves do que a primeira infecção”, comenta o diretor técnico.

“Estamos avançando no conhecimento sobre a doença e os possíveis casos de reativação/reinfecção nos mostram que é preciso redobrar os cuidados para prevenção do Coronavírus e reforçar o acompanhamento dos pacientes recuperados, tanto para prevenir complicações quanto para monitoramento deles”, ressalta Sergio Fabriz, diretor do Hospital.

Ambulatório

O serviço será caracterizado como um ambulatório geral, interprofissional, com a presença de médicos das especialidades de medicina interna, infectologia, cardiologia, pneumologia e neurologia. Além das consultas, serão ofertados todos os exames necessários ao acompanhamento regular desses pacientes.

A unidade deve contar com oito consultórios, que prestarão consultas médicas, fisioterápicas, psicológicas e de enfermagem, e áreas destinadas a exames cardiológicos, pulmonares, de assistência social e de reunião para pequenos grupos. Uma parceria com a Unila também disponibilizará parte dos equipamentos para a estrutura.

Os pacientes serão atendidos, cadastrados e acompanhados por consultas periódicas, cuja periodicidade dependerá da avaliação da equipe assistencial.

RCI, com informações da Secretaria Municipal de Saúde.

One comentário “Foz do Iguaçu tem sete casos suspeitos de reinfecção ou reativação do coronavírus no organismo”

Deixe um comentario

Estamos felizes por você ter optado por deixar um comentário. Lembre-se de que os comentários são moderados de acordo com nossa política de comentários.