Ouça agora na Rádio

Ouça agora

Mês de setembro ultrapassa agosto em casos e óbitos por covid em Foz do Iguaçu (24/09)

Mês de setembro ultrapassa agosto em casos e óbitos por covid em Foz do Iguaçu (24/09)

Postado em 24/09/2020 por

Compartilhe Agora!

Período já é o de maior mortalidade provocada pelo novo coronavírus na Terra das Cataratas.

Imagem: Secretaria Municipal de Saúde.

Com os 58 novos casos no boletim desta quinta-feira (24), o mês de setembro chegou a 1.753 confirmações de covid-19 e ultrapassou o de agosto no total de moradores diagnosticados com a doença em Foz do Iguaçu, conforme levantamento feito pelo Jornalismo da Rádio RCI Iguassu, tendo como base os boletins oficiais da Secretaria Municipal de Saúde.

Ao longo dos 31 dias do oitavo mês do ano, tinham sido 1.732 confirmações, média de 55,87 casos por dia. Setembro, em 24 dias, apresenta média diária de 73,04 resultados positivos, que é inferior, apenas, à do pior mês desde o início da pandemia na cidade, julho, que fechou com 2.447 infectados e média de 78,93 casos / dia.

Primeiro caso confirmado em Foz do Iguaçu – 18/03.
Março – 13 casos (média de 1,00 por dia)
Abril – 36 casos (média de 1,20 por dia)
Maio – 79 casos (média de 2,54 por dia).
Junho – 768 casos (média de 25,60 por dia).
Julho – 2.447 casos (média de 78,93 por dia).
Agosto – 1.732 casos (média de 55,87 por dia).
Setembro – 1.753 casos (média de 73,04 por dia)*
(*total parcial, calculado até o dia 24)

Quanto à mortalidade, setembro já é o período com maior letalidade provocada pelo novo coronavírus em Foz do Iguaçu, com 34 óbitos e média superior a um falecimento por dia. Dos 24 boletins diários emitidos até o momento pela Secretaria Municipal de Saúde, apenas em três não houve a inclusão de novos falecimentos.

Março – nenhum óbito.
Abril – 2 óbitos.
Maio – 1 óbito.
Junho – 8 óbitos.
Julho – 19 óbitos.
Agosto – 31 óbitos.
Setembro – 34 óbitos*
(*total parcial, calculado até o dia 24)

Entre as causas para a maior mortalidade na comparação com os meses anteriores, o fato de que a ocupação dos leitos de UTI exclusivos para pacientes com covid vem tendo crescimento desde meados de julho, o que levou a cidade a triplicar o número de vagas disponíveis (de 25, no início da pandemia, para 75, no cômputo atual).

Muitas das mortes registradas em setembro são de pacientes que estão internados desde julho ou agosto nos hospitais Padre Germano Lauck (Municipal) e Ministro Costa Cavalcanti (mantido por Itaipu Binacional).

A taxa de letalidade para covid em Foz do Iguaçu está em 1,39%, abaixo da média estadual (2,5%) e da média nacional (3,1%), conforme boletim atualizado nesta quinta-feira.

Se mantido o atual ritmo de 73 novos infectados por dia, Foz do Iguaçu pode terminar o mês de setembro com um total em torno de 2,1 mil a 2,2 mil novos casos, podendo chegar, também, a 42 óbitos, levando em conta a média mensal parcial de 14 mortes a cada 10 dias.

No acumulado desde o primeiro registro, a cidade tem 6.828 casos confirmados, dos quais 6.422 pacientes já estão recuperados e 311 seguem em período de manifestação de sintomas e transmissão do vírus (224 em isolamento domiciliar e 87 internados na rede hospitalar). A Terra das Cataratas já teve, também, 95 mortes em decorrência do novo coronavírus.

Guilherme Wojciechowski, Jornalismo RCI.

One comentário “Mês de setembro ultrapassa agosto em casos e óbitos por covid em Foz do Iguaçu (24/09)”

Deixe um comentario

Estamos felizes por você ter optado por deixar um comentário. Lembre-se de que os comentários são moderados de acordo com nossa política de comentários.