Ouça agora na Rádio

Ouça agora

Itaipu vai utilizar tecnologia de última geração para controle de plantas aquáticas

Itaipu vai utilizar tecnologia de última geração para controle de plantas aquáticas

Postado em 26/11/2020 por

Compartilhe Agora!

Equipamento vindo dos Estados Unidos será usado pela empresa no monitoramento da qualidade da água do reservatório.

Imagem: Rubens Fraulini / Itaipu Binacional.

Itaipu Binacional vai modernizar o monitoramento do reservatório com a aquisição de um aparelho norte-americano que vai auxiliar o trabalho dos técnicos de campo no controle das plantas aquáticas, as chamadas “macrófitas”.

Nestas quarta (25) e quinta-feira (26), os profissionais da Divisão de Reservatório participam de um treinamento para uso do aparelho. O objetivo é garantir a qualidade e a quantidade de água adequadas para a geração de energia na usina e para os usos múltiplos do reservatório.

O aparelho funciona como uma espécie de “sonar”: ele é mergulhado na água e emite um pulso que é captado por um software, ajudando o técnico de campo a classificar o que é lama, planta ou pedra. Com o equipamento, não é necessária a coleta de grande quantidade de plantas para serem analisadas em laboratório.

“É possível até mesmo medir a altura da planta, e essa informação é muito importante, porque quando se sabe a área ocupada e a altura, é possível avaliar a biomassa da macrófitas e, assim, tomar decisões precisas”, afirmou o gerente da Divisão de Reservatório da Itaipu, Irineu Motter.

Imagem: Rubens Fraulini / Itaipu Binacional.

De acordo com Irineu, até o momento, não houve necessidade de fazer qualquer intervenção no reservatório com a retirada das macrófitas. Iniciativas como estas são feitas, geralmente, pelas prefeituras dos municípios lindeiros, para garantir a balneabilidade das praias da Costa Oeste. O monitoramento das macrófitas, explica Irineu, é feito pela Itaipu em parceria com a Universidade Estadual de Maringá (UEM).

A ferramenta integra uma série de melhorias da Diretoria de Coordenação para modernizar o monitoramento das macrófitas e se antecipar na tomada de decisões sobre ações ambientais.

Outra melhoria é o acompanhamento por satélite pela Plataforma Planet, recurso integrado à plataforma de geoprocessamento e gestão dos usos múltiplos do reservatório e áreas protegidas. Com o acesso diário a essas imagens, está em desenvolvimento um sistema de alerta da ocorrência de macrófitas no reservatório.

Imagem: Rubens Fraulini / Itaipu Binacional.

O que são macrófitas?

As macrófitas aquáticas são plantas que têm grande capacidade de adaptação, podendo habitar ambientes variados de águas doce, salobra e salgada, além de locais com água parada ou corrente.

Elas são essenciais ao perfeito equilíbrio do ambiente aquático, sustentando um elevado número de organismos, diminuindo a turbulência das águas e sedimentando os materiais em suspensão. São também utilizadas para a desova e refúgio de vários organismos aquáticos, como peixes e insetos.

Imagem: Rubens Fraulini / Itaipu Binacional.

Itaipu Binacional.

One comentário “Itaipu vai utilizar tecnologia de última geração para controle de plantas aquáticas”

Deixe um comentario

Estamos felizes por você ter optado por deixar um comentário. Lembre-se de que os comentários são moderados de acordo com nossa política de comentários.