Ouça agora na Rádio

Ouça agora

Pelo segundo mês consecutivo, economia de Foz do Iguaçu volta a gerar empregos (27/11)

Pelo segundo mês consecutivo, economia de Foz do Iguaçu volta a gerar empregos (27/11)

Postado em 27/11/2020 por

Compartilhe Agora!

No saldo entre contratações e demissões, empresas da cidade criaram 723 novas vagas no mercado formal.

Imagem: Agência Estadual de Notícias (Arquivo).

Pelo segundo mês consecutivo, as empresas instaladas em Foz do Iguaçu contrataram mais do que demitiram. Em outubro, conforme dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério da Economia, foram 2.388 contratações e 1.665 demissões, gerando saldo positivo de 723 vagas no mercado de trabalho.

Nos 10 primeiros meses do ano, apenas três tiveram mais admissões do que desligamentos: fevereiro, com 497 empregos gerados; setembro, com 211; e outubro, que teve o melhor resultado até agora, com 723 postos criados.

Nos demais meses, as empresas demitiram mais do que contrataram, com destaque para os três primeiros meses de pandemia do novo coronavírus: março (saldo negativo de 1.296), abril (-3.048) e maio (-1.396). Junho, julho e agosto, por sua vez, foram meses de transição (ainda com saldo negativo) até o atual momento de retomada, iniciado em setembro.

Em 01/01, Foz do Iguaçu tinha 59.975 empregos no mercado formal. Em 31/10, mesmo com a recuperação de 211 vagas em setembro e 723 em outubro, o “estoque” caiu para 54.254, o que significa que 5.721 postos deixaram de existir na economia local, conforme as estatísticas revisadas do Ministério da Economia, consolidadas nesta quinta-feira (26).

O saldo positivo de outubro foi puxado pelo setor de serviços, que abriu 465 novas vagas. O comércio contratou 214 trabalhadores a mais do que demitiu, enquanto que a construção civil criou 48 novas oportunidades na Terra das Cataratas.

Já as principais cidades paranaenses apresentaram os seguintes resultados no mês de outubro:
Curitiba – saldo positivo de 11.704.
Londrina – saldo positivo de 1.256.
Maringá – saldo positivo de 1.413.
Ponta Grossa – saldo positivo de 1.771.
Cascavel – saldo positivo de 929.
São José dos Pinhais – saldo positivo de 546.
Pinhais – saldo positivo de 504.
Colombo – saldo positivo de 420.
Toledo – saldo positivo de 597.

Na microrregião de Foz do Iguaçu, o resultado de outubro foi o seguinte:
Santa Terezinha de Itaipu – saldo positivo de 25.
São Miguel do Iguaçu – saldo positivo de 91.
Medianeira – saldo positivo de 140.
Serranópolis do Iguaçu – saldo positivo de 6.
Matelândia – saldo negativo de 149.
Ramilândia – saldo positivo de 3.
Missal – saldo positivo de 23.
Itaipulândia – saldo positivo de 4.

Dados de Foz do Iguaçu – Caged 2020 (série com ajustes)*:

Janeiro:
2.511 admissões, 2.598 desligamentos.
Saldo negativo de 87.

Fevereiro:
3.162 admissões, 2.665 desligamentos.
Saldo positivo de 497.

Março (início da pandemia):
2.248 admissões, 3.544 desligamentos.
Saldo negativo de 1.296.

Abril (pior mês):
663 admissões, 3.711 desligamentos.
Saldo negativo de 3.048.

Maio:
847 admissões, 2.243 desligamentos.
Saldo negativo de 1.396.

Junho:
1.114 admissões, 1.614 desligamentos.
Saldo negativo de 500.

Julho:
1.355 admissões, 2.063 desligamentos.
Saldo negativo de 708.

Agosto:
1.499 admissões, 1.616 desligamentos.
Saldo negativo de 117.

Setembro:
1.712 admissões, 1.501 desligamentos.
Saldo positivo de 211.

Outubro:
2.388 admissões, 1.665 desligamentos.
Saldo positivo de 723.

Saldo de janeiro a outubro:
17.499 admissões, 23.220 desligamentos.
Saldo negativo de 5.721.

Postos de trabalho em 1º de janeiro:
59.975.

Postos de trabalho em 31 de outubro:
54.254.

* Fonte: Ministério da Economia / Caged. Os números dos meses anteriores podem sofrer mudanças, para mais ou para menos, em razão de atualizações e correções na base de dados.

Guilherme Wojciechowski – Jornalismo RCI.

One comentário “Pelo segundo mês consecutivo, economia de Foz do Iguaçu volta a gerar empregos (27/11)”

Deixe um comentario

Estamos felizes por você ter optado por deixar um comentário. Lembre-se de que os comentários são moderados de acordo com nossa política de comentários.