Ouça agora na Rádio

foto-locutor

Buscando...

Buscando...

Destaques

Notícias de Foz

Compartilhe agora

Após revisão, Foz do Iguaçu tem redução nos casos confirmados de dengue (08/12)

Postado em 08/12/2020 por

img-page-categoria

*Fonte imagem : Após revisão, Foz do Iguaçu tem redução nos casos confirmados de dengue (08/12)*


Dados atualizados foram divulgados nesta terça-feira pela Secretaria Municipal de Saúde.

Imagem: Secretaria Municipal de Saúde.

A Secretaria Municipal de Saúde atualizou, nesta terça-feira (08), o balanço semanal da dengue, referente ao ano epidemiológico que teve início no final de julho / primeira semana de agosto. De lá para cá, 182 casos foram confirmados em Foz do Iguaçu, de um total de 2.831 notificados.

Na comparação com a semana anterior, curiosamente, são seis casos a menos, fruto de revisão nos dados. Dos 182 confirmados até o momento, 180 são casos autóctones, com o vírus transmitido através da picada do mosquito Aedes aegypti tendo sido contraído na própria cidade. Os dois casos restantes foram importados do Paraguai.

No acumulado, 161 iguaçuenses desenvolveram sintomas da dengue clássica, enquanto que 13 tiveram dengue com sinais de alarme e oito chegaram à fase grave da doença, quando há risco à vida. Infelizmente, uma pessoa faleceu (clique aqui para obter os detalhes).

Com relação à faixa etária, a distribuição é a seguinte:
Menos de um ano: 11 casos.
01-14 anos: 22 casos.
15-29 anos: 57 casos.
30-44 anos: 44 casos.
45-59 anos: 26 casos.
60 anos ou mais: 22 casos.

Já quanto à distribuição dos casos por região da cidade (números sujeitos a revisão), o Distrito Sanitário Norte, que vai da Vila “C” à BR-277, englobando bairros como Porto Belo, Cidade Nova, Ipê, Lancaster e Vila “A”, é o que concentra o maior número de confirmações:
Norte: 49 casos.
Leste: 46 casos.
Sul: 38 casos.
Oeste: 35 casos.
Nordeste: 12 casos.
Importados: 2 casos.

No ano epidemiológico que se encerrou no final de julho, Foz do Iguaçu teve 26.078 casos notificados, 19.407 confirmados e oito mortes, configurando a pior epidemia de dengue da história do município.

Jornalismo RCI.

Deixe um comentário

Ao enviar um comentário você concorda com nossas politicias de comentários, saiba no link ao lado. política de comentários