public Notícia
Home/ Notícia
public Notícia

Foz do Iguaçu confirma segunda morte por dengue no atual ano epidemiológico (22/12)

Vítima é um homem de 87 anos, que estava internado em um hospital particular e faleceu no mês de novembro.

Imagem: Secretaria Municipal de Saúde.

A Vigilância Epidemiológica de Foz do Iguaçu confirmou, nesta terça-feira (22) o segundo óbito provocado pela dengue no município no atual ano epidemiológico, que teve início em agosto.

A vítima é um homem de 87 anos, que deu entrada em um hospital particular no dia 10 de novembro e faleceu no dia 13 do mesmo mês. O caso estava em investigação pela Secretaria de Estado da Saúde, que confirmou, nesta semana, a dengue como causa.

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, o fato representa mais um alerta para o risco de uma nova epidemia no município, já que os números de casos notificados e óbitos no atual período são superiores aos do acumulado até dezembro do ano passado.

Além disso, a primeira morte por dengue neste ano epidemiológico (2020/2021) ocorreu no mês de setembro, quase seis meses mais cedo que o primeiro óbito do ano epidemiológico 2019/2020.

Boletim Semanal

A Secretaria Municipal de Saúde atualizou, nesta terça-feira (22), o balanço semanal da dengue, referente ao ano epidemiológico que teve início no final de julho / primeira semana de agosto. De lá para cá, 193 casos foram confirmados em Foz do Iguaçu, de um total de 3.363 notificados.

Na comparação com a semana anterior, são sete casos a mais. Dos 193 confirmados até o momento, 189 são casos autóctones, com o vírus transmitido através da picada do mosquito Aedes aegypti tendo sido contraído na própria cidade. Os quatro casos restantes foram importados do Paraguai (2) e de outras localidades do Brasil (2).

No acumulado, 168 iguaçuenses desenvolveram sintomas da dengue clássica, enquanto que 14 tiveram dengue com sinais de alarme e 11 chegaram à fase grave da doença, quando há risco à vida. Infelizmente, duas pessoas faleceram.

Com relação à faixa etária, a distribuição é a seguinte:
Menos de um ano: 11 casos.
01-14 anos: 23 casos.
15-29 anos: 59 casos.
30-44 anos: 49 casos.
45-59 anos: 28 casos.
60 anos ou mais: 23 casos.

Já quanto à distribuição dos casos por região da cidade (números sujeitos a revisão), o Distrito Sanitário Norte, que vai da Vila “C” à BR-277, englobando bairros como Porto Belo, Cidade Nova, Ipê, Lancaster e Vila “A”, é o que concentra o maior número de confirmações:
Norte: 50 casos.
Leste: 48 casos.
Sul: 42 casos.
Oeste: 37 casos.
Nordeste: 12 casos.
Importados: 4 casos.

No ano epidemiológico que se encerrou no final de julho, Foz do Iguaçu teve 26.078 casos notificados, 19.407 confirmados e oito mortes, configurando a pior epidemia de dengue da história do município.

Jornalismo RCI.

  • message
    Postado por
    Rádio RCI Iguassu AM 1320 - Notícias
  • today
    Data
    22/12/2020
  • folder
    Categoria
    Notícias de Foz
  • code
    Feito por
    Sistema Plug
more Leia também

Copyright © 2021 Sistema Plug Todos os direitos reservados
Desenvolvimento Web Plug | J.S
Copyright © 2021 | Sistema Plug
Desenvolvido | Web Plug