Ouça agora na Rádio

Ouça agora

Foz do Iguaçu suspende retorno das aulas presenciais e anuncia novas medidas contra a covid (25/02)

250221MEDIDAS

Postado em 25/02/2021 por

Compartilhe Agora!

Prefeito Chico Brasileiro fez pronunciamento através da internet na noite desta quinta-feira.

O prefeito de Foz do Iguaçu, Chico Brasileiro, anunciou no início da noite desta quinta-feira (25) a adoção de novas medidas de enfrentamento à pandemia do novo coronavírus. Uma das principais ações é a suspensão do retorno das aulas presenciais na rede pública de ensino (municipal e estadual), que estava previsto, inicialmente, para a próxima segunda-feira (01/03), mas será adiado por pelo menos 15 dias.

ÚLTIMO MOMENTO: Prefeitura publica Decreto nº 28.999, que regulamenta as restrições em Foz do Iguaçu – leia na íntegra.

Imagens: Transmissão / Facebook Prefeitura de Foz do Iguaçu.

“Nesta semana, teve um grupo protestando em frente à Prefeitura pedindo que libere tudo, o que nós não podemos fazer. A Prefeitura vai tomar as medidas necessárias. Agrade, desagrade, ou seja o que for”, afirmou o prefeito. “Se nós estamos tomando as medidas, é porque elas são necessárias para evitar essa alta transmissão da doença”.

As novas decisões, comunicadas no vídeo acima, serão publicadas, até o fim de semana, no Diário Oficial do Município. O embasamento é a alta na taxa de transmissão do novo coronavírus na cidade e a ocupação hospitalar acima do limite nos hospitais da cidade, mesmo com a ampliação de leitos de UTI e Enfermaria.

Suspensão das aulas presenciais

O retorno às aulas presenciais nas escolas da rede pública, tanto do município, como do estado, está suspenso por pelo menos 15 dias. Neste período, as atividades vão acontecer apenas de maneira remota, com aulas online ou retirada de materiais (no caso das escolas municipais, a retirada deve ser feita pelos pais, com devolução aos professores no máximo até o dia 13).

Saiba mais: confira o protocolo estabelecido para a volta às aulas presenciais em Foz do Iguaçu.

Já quanto aos colégios particulares, Chico Brasileiro afirmou que a Prefeitura deve emitir, nesta sexta-feira (26), uma recomendação para que sejam evitadas as atividades presenciais e priorizadas as aulas online, para evitar situações como aglomerações de estudantes nos horários de entrada e saída.

A secretária municipal de Educação, Maria Justina da Silva, participou da transmissão ao lado do prefeito. “Nestes 15 dias, as crianças não estarão de férias, haverá atividade para todos os alunos. Pedimos aos pais que não deixem as crianças na rua, que cuidem para evitar a contaminação”, pediu

Funcionamento do comércio

Segundo Chico Brasileiro, as restrições ao funcionamento noturno de estabelecimentos não-essenciais serão mantidas em Foz do Iguaçu. Haverá, também, a emissão de um decreto para regulamentar situações como a ida de apenas uma pessoa por família a locais como os supermercados.

“Não estamos aqui para prejudicar nenhum comerciante, nenhum ramo de negócio. Estamos aqui para preservar vidas”, enfatizou o prefeito.

Transporte coletivo

Nesta sexta-feira (26), o município pretende emitir um decreto limitando a ocupação dos ônibus do transporte coletivo, no sentido de reduzir os riscos de transmissão do novo coronavírus. O percentual de uso autorizado, no entanto, não foi mencionado pelo prefeito durante a transmissão.

Além disso, a Prefeitura estuda limitar a utilização dos ônibus pelos passageiros com 60 anos ou mais, que estariam impedidos de embarcar nos horários de pico da manhã, hora do almoço e fim de tarde. A oficialização será feita por meio de decreto no Diário Oficial.

Motoristas estrangeiros

Foz do Iguaçu pretende, também, ampliar a fiscalização de carros de origem estrangeira nas vias urbanas de Foz do Iguaçu, com a intensificação das blitze. “Motorista e passageiros, que sejam estrangeiros, terão de apresentar teste RT-PCR negativo. Amanhã teremos uma reunião para conversar com as autoridades do Paraguai”, detalhou.

Ambulâncias paraguaias

Outra ação que a Prefeitura pretende implantar é a regulamentação do transporte de pacientes em ambulâncias na fronteira, que só poderão entrar no território de Foz do Iguaçu, procedentes do Paraguai, se houver vaga reservada nos hospitais públicos ou particulares da cidade.

“Nós não estamos impedindo esse transporte, estamos regulamentando, para que não haja essa desorganização e esse risco ao paciente, de não ser atendido por falta de vaga”, disse o prefeito.

Ampliação do hospital

Segundo Chico Brasileiro, até o fim de semana, uma nova ala, com leitos exclusivos para atendimento aos pacientes infectados com o novo coronavírus, será inaugurada no Hospital Municipal Padre Germano Lauck. “O município se preparou, mas é preciso diminuir a circulação do vírus”, disse.

Jornalismo RCI.

Deixe um comentario

Estamos felizes por você ter optado por deixar um comentário. Lembre-se de que os comentários são moderados de acordo com nossa política de comentários.