Ouça agora na Rádio

Ouça agora

Itaipu apresenta experiência na área ambiental durante evento Europa-América Latina

Itaipu apresenta experiência na área ambiental durante evento Europa-América Latina

Postado em 25/02/2021 por

Compartilhe Agora!

Binacional foi escolhida em razão da experiência de preservação de bacias hidrográficas e terras na região de fronteira.

Imagem: Alexandre Marchetti / Itaipu Binacional.

Itaipu Binacional foi a única empresa a expor sua experiência no nexo água-energia-alimento nesta segunda-feira (22), em evento on-line sobre águas transfronteiriças promovido pela Comissão Econômica das Nações Unidas para a Europa (Unece), Comissão Econômica para a América Latina (Cepal) e pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). A empresa foi representada pelo superintendente de Gestão Ambiental, Ariel Scheffer da Silva, no painel “Soluções do Nexo na América Latina”.

Em um evento com a predominância de organismos internacionais e universidades, a Itaipu foi introduzida pela moderadora Lucia de Strasser, consultora da Unece, como “um dos poucos projetos transfronteiriços de infraestrutura, no mundo, que provê benefícios ambientais e sociais para a região em que está inserido”. Ela também destacou que, enquanto muitas das soluções apresentadas focam na qualidade da água, as ações da Itaipu também abordam a quantidade.

A participação da Itaipu no evento faz parte do plano de trabalho da parceria com o Departamento de Assuntos Econômicos e Sociais da ONU (Undesa), como reunião preparatória na América Latina e Caribe para aumentar a capacidade das instituições governamentais para gerenciar o nexo água-energia e suas interligações com outros Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), que compõem a Agenda 2030.

Itaipu apresentou sua experiência binacional de mais de 40 anos na gestão de águas transfronteiriças. “Para nós, as inter-relações entre água e energia são muito fortes, por conta do negócio da Itaipu. E, como a usina está localizada em uma região em que há uma vocação muito forte para a produção de alimentos, graças ao solo, clima e biodiversidade locais, então, esse trabalho com o nexo já ocorre desde o início da empresa”, afirmou Ariel.

O superintendente deu ênfase às ações realizadas de forma binacional, como os programas de monitoramento e conservação de mais de 100 mil hectares de Mata Atlântica, reconhecidos como zona-núcleo da Reserva da Biosfera, do programa O Homem e a Biosfera, da Unesco. “Esse título de Reserva da Biosfera acaba funcionando como uma espécie de selo de origem, dando credibilidade às ações e possibilitando atrair mais parceiros”, disse.

Para Ariel, a atuação da Itaipu vai além do nexo água-energia-alimento, expandindo o conceito para água-energia-ecossistema. “A produção de alimentos ocorre dentro do ecossistema. E tudo converge para água e produção de energia. Graças à infraestrutura verde ao redor do reservatório, a Itaipu contribui também para a produção de água. Hoje, a região contribui com cerca de 20% dos recursos hídricos utilizados na geração. E, se aumentarmos essa infraestrutura verde, é possível até aumentar essa contribuição”, continuou.

“Dessa forma, a Itaipu coordena suas ações com o objetivo de garantir a segurança energética, hídrica e ambiental, sendo que esta última, por sua vez, engloba também a segurança alimentar, a segurança climática, os serviços ecossistêmicos. Então, tudo isso está interrelacionado”, concluiu o superintendente.

Os resultados do evento serão compilados em duas publicações da Unece em parceria com a União Internacional para a Conservação da Natureza (UICN): “Balanço das Soluções Nexo e Investimentos em Bacias Transfronteiriças” e “Análise comparativa de ações com foco no Nexo Agua-Energia-alimentação: lições aprendidas nos países da América Latina e Caribe ”.

Além de Ariel Scheffer da Silva, da Itaipu, participaram do painel: Liber Martin, da Universidade de Cuyo (Mendoza); Juan Ocola, da Autoridade Binacional Autônoma do Sistema Hídrico do Lago Titicaca; Emilio Cobo, da UICN; e Isabelle Vanderbeck, Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Pnuma).

Itaipu Binacional.

Deixe um comentario

Estamos felizes por você ter optado por deixar um comentário. Lembre-se de que os comentários são moderados de acordo com nossa política de comentários.