Ouça agora na Rádio

Ouça agora

Receita Federal fará destruição de bebidas alcoólicas apreendidas na fronteira

Receita Federal fará destruição de bebidas alcoólicas apreendidas na fronteira

Postado em 24/02/2021 por

Compartilhe Agora!

Produtos, principalmente vinhos argentinos, foram apreendidos no Sudoeste do Paraná e Oeste de Santa Catarina.

Imagem: Receita Federal do Brasil.

Esta prevista para esta quarta-feira (24) a remoção de 20 mil garrafas de bebidas alcoólicas, avaliadas em R$ 2 milhões, apreendidas por fiscais da unidade da Receita Federal do Brasil em Dionísio Cerqueira (SC), fronteira com a Argentina, para a Alfândega de Foz do Iguaçu.

De acordo com o órgão, a ação tem como objetivo a liberação de espaço físico no depósito da Receita em Dionísio Cerqueira e a destinação sustentável dessas mercadorias.

A escolta terá o apoio da Polícia Federal e da Força Nacional. O comboio será formado por cinco caminhões, um micro-ônibus e um automóvel, todos carregados com bebidas alcoólicas apreendidas pela Receita Federal, Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Policia Militar de Santa Catarina e outros órgãos de segurança na região de fronteira com a Argentina.

O delegado da Receita Federal em Dionísio Cerqueira, Mark Tollemache, destaca que “o descaminho de bebidas é uma atividade altamente lucrativa e que grandes quadrilhas se dedicam a essa prática criminosa”.

“Para terem efetividade em sua logística, essas quadrilhas praticam uma série de ilícitos como roubo, furto, adulteração de veículos, corrupção de menores, falsidade ideológica e outras fraudes”, complementa o delegado, ressaltando que a Receita tem buscado integração com os demais órgãos policiais de forma a garantir um controle mais efetivo das fronteiras.

Álcool em gel

A Associação Brasileira de Bebidas (Abrabe), por meio de um acordo de cooperação com a Receita Federal do Brasil, custeará a destruição dessas bebidas. O procedimento consiste no desenvase das garrafas e acondicionamento do líquido misturado em bombonas que são encaminhadas às universidades parceiras para produção de álcool em gel.

Depois desse processo, ainda restam outros resíduos, como o papelão das embalagens e os vasilhames. Após a quebra dos vasilhames de vidro, os resíduos serão entregues à Cooperativa de Catadores no Aterro Municipal de Foz do Iguaçu, onde há um programa de recuperação de materiais recicláveis que dá uma destinação correta às embalagens.

RCI, com informações da Receita Federal.

Deixe um comentario

Estamos felizes por você ter optado por deixar um comentário. Lembre-se de que os comentários são moderados de acordo com nossa política de comentários.