Ouça agora na Rádio

Ouça agora

Unila passa a integrar a Rede Paranaense de Diagnóstico Molecular contra a Covid-19

Unila passa a integrar a Rede Paranaense de Diagnóstico Molecular contra a Covid-19

Postado em 25/02/2021 por

Compartilhe Agora!

Expectativa é receber recursos do Governo do Estado para ampliar a capacidade de realização de testes em Foz do Iguaçu.

Imagem: Divulgação / Unila.

Com sede em Foz do Iguaçu, a Universidade Federal da Integração Latino-Americana (Unila) passou a integrar, neste mês de fevereiro, o Grupo de Instituições de Ensino Superior Públicas do Paraná, com o objetivo de ampliar a Rede Paranaense de Diagnóstico Molecular de Sars-Cov-2, composta por dez instituições de ensino estaduais e federais.

A Rede será coordenada pela Superintendência Geral de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior do Estado do Paraná (SETI) e atuará de forma conjunta com as demais universidades públicas.

A Reitoria da Unila designou as professoras Maria Leandra Terencio (titular) e Maria Cláudia Gross (suplente) para representarem a instituição. As docentes já atuam na coordenação da equipe que realiza os exames no Laboratório de Biologia Molecular, montado no Hospital Municipal em parceria com a Universidade.

Para a professora Maria Leandra, a participação nessa rede tem por objetivo ampliar a capacidade de diagnóstico de Covid-19 no município, aumentando o protagonismo da Universidade em relação a essa questão. A Unila foi a primeira instituição pública a solicitar o credenciamento junto ao Laboratório Central (Lacen) para a realização de exames do tipo RT-PCR. Desde abril, os exames são realizados no Laboratório Municipal.

“Com a criação da Rede, a Unila pode pleitear recursos do Estado para a compra de equipamentos para testagem e material de consumo, como reagentes para realização de exames, permitindo a ampliação do número de testagens, que aqui já são realizadas”, explica a docente.

No último mês, a universidade vinha tendo reuniões com representantes da Secretaria Estadual de Saúde e da SETI para a formação desse grupo e, a partir da formalização desse documento, pode-se estabelecer convênios de parceria e planos de trabalho.

Uma das primeiras ações das representantes da UNILA foi a apresentação do projeto “Ampliação da capacidade de testagem da Sars-Cov-2 como estratégia de controle da pandemia de Covid-19 no Estado do Paraná”, encaminhado à Unidade Gestora do Fundo Paraná no dia 19 de fevereiro, a fim de pleitear apoio financeiro ao projeto, que está enquadrado na área prioritária Biotecnologia & Saúde.

Assessoria Unila.

Deixe um comentario

Estamos felizes por você ter optado por deixar um comentário. Lembre-se de que os comentários são moderados de acordo com nossa política de comentários.