OUÇA A RÁDIO AO VIVO

N Notícia

FIVB

FOTO: FIVB

Em reedição de 2014, Polônia supera Brasil e fatura o tri no Mundial de Vôlei

Seleção volta a cair para algoz da última edição e é novamente vice

Informações compartilhadas Superesportes
 
A Polônia levou a melhor diante do Brasil, neste domingo, em Turim, na Itália, e conquistou o Campeonato Mundial de Vôlei pela terceira vez. Os poloneses venceram por 3 sets a 0, parciais de 28/26, 25/20 e 25/23, e faturaram o tri da competição. A Seleção Brasileira, por sua vez, ficou novamente com o vice pela segunda edição consecutiva. 
 
Bruninho e companhia tentavam revanche contra os poloneses. Isso porque, na final de 2014, na Polônia, a equipe nacional perdeu para os mesmos adversários. Na época, cinco dos jogadores deste grupo estavam lá: Bruninho, Lucão, Lipe, Éder e Wallace.
 
Na quinta final consecutiva, os dirigidos por Renan buscavam a quarta vitória. O time levou a melhor em 2002, 2006 e 2010. Mas dessa vez, em quadra, foram impedidos pela equipe de Kurek, que viu o jogador em grande momento durante o embate.
 
Na luta pelo bronze, os Estados Unidos levaram a melhor em cima da Sérvia por 3 sets a 1. Os norte-americanos anotaram parciais de 23/25, 25/17, 32/30 e 25/19, mais cedo, neste domingo.
 
Com os mesmos titulares usados contra a Sérvia, o Brasil entrou em quadra com Bruninho, Thales, Lucão, Maurício Souza, Lipe, Douglas Souza e Wallace. Do outro lado, estavam com Drzyzga, Kubiak, Nowakowski, Kurek e Szalpuk,
 
O jogo
 
A equipe do oposto Kurek voltou a ver bom desempenho do maior pontuador do time no Mundial, que pressionou os brasileiros ainda nos minutos iniciais do embate. Ele fez o primeiro ponto de bloqueio do jogo, depois de Bieniek e Lucão errarem os dois primeiros saques do embate.
 
Apesar de cometer erros, o oposto rival seguiu fazendo boas jogadas por sua equipe, convertendo pontos e até fazendo um ace em cima de Lipe. Os poloneses abriram boa margem para arriscar mais nos lances. Ao mesmo tempo, os brasileiros pressionaram nos minutos finais para diminuir a diferença no marcador.
 
Com empate no marcador, Evandro e companhia não pouparam boas jogadas, para deixar o final do set emocionante. Apesar da grande luta brasileira, com pontos lá e cá e alguns erros dos representantes do verde e amarelo, a Polônia conseguiu levar a melhor para fechar a primeira parcial à frente.
 
Assim como no primeiro set, a Polônia largou à frente na segunda etapa, ampliando sua vantagem. Com o Brasil falhando na recepção, o time contou com boa jogada de Lucão para diminuir a diferença. Kurek, outra vez, se mostrou importante no ataque rival e manteve a equipe na liderança. Novamente, o time nacional tentou reagir, mas não foi suficiente.
 
Na terceira e decisiva etapa, o Brasil se impos menos em quadra. O jogo seguiu parecido, com a Polônia saindo na frente e os comandandos por Renan pressionando nos minutos finais do set.  A presença de Maique e Lucas Loh deram folego ao time que, novamente, viu o marcador acirrado. Evandro explodiu em bons lances, mas nçao foi o suficiente para forçar o quarto set.
FONTE: Super Esportes / Gazeta Press
Link Notícia

Contate a RCI

Publicidade

Plug Consultoria e Projetos Plug Consultoria e Projetos

Previsão do Tempo