OUÇA A RÁDIO AO VIVO

N Notícia

© Sputnik / Vitaliy Bezrukih

FOTO: © Sputnik / Vitaliy Bezrukih

Analistas: países emergentes acumulam ouro temendo colapso do dólar

Países de todo o mundo aumentam suas reservas de ouro à medida que está crescendo a incerteza sobre o futuro do sistema baseado no dólar, provocada pelas guerras comerciais e política agressiva de Washington, revelaram vários analistas ao RT.

Informações compartilhadas Sputnik Brasil

'É hora de nos preocuparmos com as maiores economias'

"Em um futuro próximo, podemos assistir a grandes mudanças nas regras do jogo", disse Mikhail Maschenko, analista da rede social para investidores eToro, que lembrou que no início do ano os países em desenvolvimento "foram os primeiros a sentir o pânico dos investidores ".

"Se uma crise na América Latina e no Sul da Ásia não surpreende ninguém, agora é hora de nos preocuparmos com as maiores economias do mundo", alertou o analista.

Para ele, "a política agressiva" dos EUA dos últimos anos forçou alguns países a "procurar uma alternativa ao dólar e repor suas reservas de ouro", enquanto preocupações com o futuro da economia global são "um incentivo adicional" para essas compras. Além disso, "muitos questionam o protecionismo de Donald Trump", acrescentou o especialista.

'A única alternativa'

Denis Lisitsyn, analista da empresa FinIst, partilha a mesma opinião e enumerou uma série de sinais do possível colapso do sistema financeiro global encabeçado pelo dólar norte-americano. Entre esses índices estão a emissão descontrolada de dinheiro em diferentes países, aumento das taxas de juros nos EUA, guerras comerciais, aumento rápido dos preços da energia, tensões geopolíticas na Síria e no Iraque ou a guerra no Iêmen.

Nestas circunstâncias, "muitos países estão comprando ouro antecipadamente" porque entendem "que o papel-moeda é constantemente consumido pela inflação, o preço das ações cairá drasticamente em caso de crise e depósitos no estrangeiro podem ser arrestados, confiscados ou congelados", explicou o financista.

A Hungria, a Polônia, a Rússia, a China, a Índia, a Turquia e a Arábia Saudita estão acumulando suas reservas de ouro, disse por sua vez Vladimir Rozhankovsky, especialista do Centro Financeiro Internacional.

Segundo ele, existem "poucas alternativas aos títulos do Tesouro dos EUA" em termos de volume e liquidez de mercado, mas "os países mais prudentes querem aumentar suas reservas" e o ouro é de fato "a única" opção.

Apoio em tempos de crise

Mark Goihman, analista da empresa TeleTrade, também destaca que o preço do ouro geralmente aumenta durante os períodos de crise e pode servir como apoio adicional para a moeda nacional.

Além disso, "muitos países, particularmente a China e a Rússia, estão se voltando para o ouro em oposição à dependência do domínio do dólar", ao mesmo tempo "reduzindo os ativos em dólar em suas reservas", apontou ele.

Lisitsyn lembrou que essa tendência se observa não apenas na China e na Rússia. A Alemanha, por sua vez, repatriou mais de 300 toneladas de ouro e a Holanda fez regressar cerca de 100 toneladas de lingotes. A Turquia comprou 187 toneladas no ano passado e também retirou o ouro da Reserva Federal dos EUA, enquanto o Irã usou o metal precioso para estabilizar sua economia.

FONTE: Sputnik Brasil
Link Notícia

Contate a RCI

Publicidade

Plug Consultoria e Projetos Plug Consultoria e Projetos

Previsão do Tempo