OUÇA A RÁDIO AO VIVO

N Notícia

Neymar passa em branco, Cavani e Mbappé marcam e Paris Saint-Germain vence o Caen

FOTO: Frank Fife / AFP

Neymar passa em branco, Cavani e Mbappé marcam e Paris Saint-Germain vence o Caen

Equipe da capital segue tranquila na liderança do francês

Todas as informações compartilhadas Superesportes

Mesmo sem contar com a mais inspirada das atuações de Neymar, o Paris Saint-Germain venceu pela 16ª vez em 19 partidas disputadas no Campeonato Francês e continuou em situação confortável na tabela de classificação. Os gols do triunfo por 3 a 1 sobre o Caen, nesta quarta-feira, no Parque dos Príncipes, foram de Cavani e do aniversariante Mbappé (19 anos), os outros astros do time, e Berchiche.

O resultado levou o PSG aos 50 pontos ganhos, contra 41 de Monaco (derrotou o Rennes por 2 a 1) e Lyon (fez 2 a 1 sobre o Tolouse), que dividem a segunda colocação. O Caen está na 12ª posição, totalizando 24.

Obviamente favorito no compromisso deste meio de semana, o PSG abriu o placar ainda no primeiro tempo, aos 20 minutos. E com um golaço. Mbappé passou por dois marcadores na ponta direita e carregou a bola até fazer o cruzamento. Dentro da área, Cavani concluiu de letra, com força, para a rede.

Foi o próprio Mbappé quem ampliou, aos 11 da etapa final. Após desarme na ponta esquerda, Neymar sofreu uma falta e ficou caído no gramado, mas teve tempo de passar a bola para Lo Celso. O argentino se desvencilhou de um defensor e colocou na área para a revelação francesa anotar o gol.

Pouco depois, Neymar teve grande chance para também deixar a sua marca, mas não aproveitou. O atacante brasileiro saiu na frente do goleiro Vercoutre e finalizou na trave, mostrando que não vivia dia de artilheiro.

Coube a outro jogador proveniente do futebol espanhol, então, reduzir as esperanças de reação do Caen. Berchiche tabelou com Neymar pela esquerda, recebeu a bola dentro da área e chutou cruzado para fazer o terceiro gol do PSG, aos 35 minutos.

Ainda houve tempo para o Caen descontar. Aos 44, a bola tocou no braço do brasileiro Thiago Silva dentro da área dos donos da casa, e a arbitragem assinalou o pênalti. O croata Santini cobrou e converteu.

Já nos acréscimos, Neymar teve a sua chance derradeira de balançar a rede. Dentro da área, contudo, o astro do PSG parou em uma providencial intervenção de Vercoutre.

 
FONTE: SUPER ESPORTES / Gazeta Press
Link Notícia