OUÇA A RÁDIO AO VIVO

N Notícia

Christian Rizzi

FOTO: Christian Rizzi

Pista do aeroporto de Foz do Iguaçu deve ser ampliada

Obra vai permitir que as aeronaves decolem do terminal da Terra das Cataratas direto para a Europa e Estados Unidos.

O secretário Nacional de Aviação Civil do Ministério da Infraestrutura, Ronei Saggioro Glanzmann, disse que a ampliação da pista de pouso e decolagem do Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu está na agenda do Governo Federal.

A afirmação foi dada na manhã de ontem (28), durante a solenidade de entrega da primeira etapa de modernização do terminal iguaçuense, que contou com a presença da presidente da Infraero, Martha Seillier, o diretor de Coordenação da Itaipu, general Luiz Felipe Carbonell, o Brigadeiro da Infraero, André Fonseca, o prefeito Chico Brasileiro, o secretário de Infraestrutura do Paraná, Sandro Alex, os deputados federais, Fernando Giacobo e Vermelho, o presidente do Fundo de Desenvolvimento e Promoção Turística (Fundo Iguaçu), Enio Eidt, o superintendente da Infraero, Joacir Araújo e outras autoridades locais.

"O aeroporto de Foz do Iguaçu é considerado como prioridade para o Governo Federal. O projeto de extensão está em estudo por parte dos nossos técnicos e a intenção é compatibilizar a obra com início do leilão dos terminais da Região Sul até o segundo semestre de 2020", explicou Glanzmann.

O projeto de extensão da pista dos atuais 2.195 metros para 3.270 metros, elaborado pelo Fundo de Desenvolvimento e Promoção Turística (Fundo Iguaçu), foi entregue ao Ministério da Infraestrutura.

Encerrada a etapa de estudo, a Infraero vai buscar parceiros para custear o investimento. O custo da obra está avaliado em R$ 110 milhões. O Fundo Iguaçu ficará responsável pelos projetos, licenças ambientais e estudos arqueológicos, e a Prefeitura com a desapropriação da área.

Ainda de acordo com Glanzmann, a Infraero vai avaliar se terá condições de iniciar e concluir a obra antes da concessão, ou se conseguirá realizar investimento parcial, ficando sob responsabilidade do vencedor do leilão o término da extensão da pista.

"Sabemos que a extensão da pista é fundamental para atrair mais investidores em função da possibilidade do tráfego internacional. Uma das opções em estudo também é que a obra seja incluída na concessão como contrapartida", disse.

Com a ampliação da pista atual, voos sem escalas para os Estados Unidos e Europa sairão de Foz, se igualando ao aeroporto de Puerto Iguazu, que a partir deste mês possui uma ligação direta com Madrid, na Espanha, através da Air Europa.

Além de atrair mais turistas com voos internacionais, a obra permitiria que Foz do Iguaçu deixasse de depender do Destination Management Companies (DMCs) do Rio de Janeiro. Essas empresas são intermediárias entre o destino que recebe os visitantes e outros que os turistas também querem conhecer.

"Foz do Iguaçu quer dobrar a capacidade de embarques e desembarques nos próximos três anos. O aeroporto pode se tornar um grande hub da América do Sul com as melhorias entregues até dezembro e também o novo investimento na extensão da pista", afirmou o prefeito Chico Brasileiro.

"Ampliar a pista é fundamental para melhorarmos a conectividade aérea, conquistando novos mercados, e para darmos sustentabilidade aos atrativos, rede hoteleira, restaurantes e toda a nossa indústria do turismo", destacou o secretário de Turismo, Indústria, Comércio e Projetos Estratégicos, Gilmar Piolla.

“Já temos voo direto pra Lima. E até o final do ano teremos voo direto para Santa Cruz de la Sierra. Agora estamos negociando voos diretos para Santiago do Chile, Montevidéu, Córdoba, Mendoza, Rosario e também com a Cidade do Panamá. Com ampliação da pista, podemos voar mais alto e ter voos sem escala com Estados Unidos e países europeus”, concluiu Piolla.

A Infraero entregou, nesta sexta, 28, parte das obras de ampliação do terminal de Foz do Iguaçu. Na ocasião, foi inaugurada a nova sala de desembarque doméstico. Com 1,2 mil m², o espaço é mais de três vezes maior do que a área antiga, que contava com 350 m². A sala também ganhou um novo conjunto de sanitários, além de mais uma esteira de bagagens.

Durante o evento, a Infraero ainda anunciou a execução da nova drenagem na pista de pousos e decolagens, com valor de R$ 2,5 milhões. Além disso, a empresa e a Itaipu Binacional assinaram protocolo de intenções para a duplicação de via de acesso ao aeroporto num investimento conjunto de R$ 6 milhões.

FONTE: Prefeitura Municipal
Link Notícia

Contate a RCI

Publicidade

Previsão do Tempo