OUÇA A RÁDIO AO VIVO

N Notícia

Divulgação

FOTO: Divulgação

Viaduto da Avenida Costa e Silva pode ser entregue em outubro

Prazo final para conclusão é março de 2020, mas cronograma está adiantado.

O jornal Gazeta Diário publica, em sua edição impressa desta segunda-feira (08), que o viaduto da Avenida Costa e Silva, em construção no cruzamento com a BR-277 em Foz do Iguaçu, pode ficar pronto muito antes do prazo previsto, que vai até março de 2020.

A informação é atribuída ao superintendente de Governança da Casa Civil do Governo do Paraná, empresário Phelipe Mansur, que esteve no local na sexta-feira (05) e conversou com representantes da empresa responsável pelos trabalhos.

A estimativa é de que, se mantido o atual ritmo de obras, o viaduto possa ser entregue entre o final de setembro e o início do mês de outubro.

Com a nova estrutura viária, orçada em R$ 15,8 milhões, as duas pistas da BR-277 serão elevadas sobre a atual rotatória para a separação completa entre o tráfego da rodovia e os veículos que circulam no sentido Centro de Foz do Iguaçu ou que fazem o contorno no local.

Uma das preocupações da comunidade, no entanto, é quanto ao anúncio de fechamento do atual Trevo do Charrua, feito pelo Departamento de Estradas de Rodagem, no período posterior à entrega do novo viaduto.

Conforme a intenção inicial, a travessia entre os dois lados do Parque Presidente, bem como o acesso à BR-277 no sentido Costa e Silva (para quem vem da Vila "A"), não serão mais permitidos.

Segunda Ponte

A matéria do jornal Gazeta Diário aponta, também, que o início da construção da segunda ponte entre Brasil e Paraguai, que chegou a ser anunciado para o feriado de Corpus Christi, deve efetivamente começar em breve.

De momento, já foram feitos trabalhos como o estaqueamento das pilastras até o lado paraguaio. O consórcio vencedor da licitação já está com o escritório pronto e está erguendo, agora, os barracões que serão utilizados no canteiro de obras na margem brasileira.

A segunda ponte sobre o rio Paraná, localizada no Porto Meira, próximo ao Marco das Três Fronteiras, será custeada com recursos de Itaipu Binacional e gerenciada pelo Governo do Estado.

FONTE: RCI
Link Notícia

Contate a RCI

Publicidade

Previsão do Tempo