Ouça agora na Rádio

Ouça agora

Vereadores derrubam vetos na última sessão ordinária da legislatura em Foz do Iguaçu

Vereadores derrubam vetos na última sessão ordinária da legislatura em Foz do Iguaçu

Postado em 15/12/2020 por

Compartilhe Agora!

Matérias que autorizam sistema de transporte alternativo e mudanças no Estarfi tinham sido vetadas pelo prefeito.

Imagem: Divulgação / Câmara Municipal.

Os vereadores de Foz do Iguaçu rejeitaram na sessão ordinária desta terça-feira (15), três vetos ao Poder Executivo a projetos de lei que haviam sido aprovados pela Casa. Um deles foi quanto ao projeto que libera o sistema de transporte alternativo.

O Projeto de Lei nº 51/2020, de autoria do vereador Rudinei de Moura, autoriza o funcionamento de um Sistema Alternativo de Serviço de Transporte Público Urbano de Passageiros. Durante a discussão, o vereador havia solicitado aos pares que derrubassem o veto do Executivo.

“Que a gente derrube esse veto. Para que as pessoas, por meio do transporte alternativo possam avaliar onde elas querem ir e se atende as necessidades. A ideia é dar alternativa para população que quer um transporte público de qualidade”, afirmou Rudinei de Moura.

O veto foi rejeitado por nove votos a quatro e duas ausências. A Matéria agora segue para promulgação. A alegação da Prefeitura é de vício de origem, já que a matéria deveria ter partido do Poder Executivo, e não da própria Câmara.

Estarfi sem pontos na CNH

Também foi rejeitado o Veto integral ao Projeto de Lei nº 164/2019, de autoria do vereador Luiz Queiroga, que Altera Lei no 3.946, de 2 de fevereiro de 2012, que “Dispõe sobre a utilização de bem público de uso comum do povo”, para estacionamento regulamentado. A rejeição foi por 11 votos a três e uma ausência.

O projeto mantido extingue a possibilidade de a irregularidade no Estarfi se tornar infração de trânsito, com pontuação na carteira. Fica como penalidade apenas a multa. Nas alegações do veto, o município afirmou que a infração estava prevista no Código Brasileiro de Trânsito e não poderia ser suprimida por lei municipal. Com a rejeição desse veto pelo plenário da casa, a matéria vai para promulgação.

O outro veto também rejeitado foi ao Projeto de Lei nº 108/2020, de autoria do Vereador Rudinei de Moura, que Institui no Calendário de Eventos Oficiais do Município de Foz do Iguaçu a “Festa Julina”. A matéria também vai para promulgação.

Conselho de Ética e Decoro Parlamentar

Os vereadores aprovaram nesta terça dois projetos de adequação das normativas para funcionamento do Conselho de Ética e Decoro Parlamentar. Um dos textos é o projeto de Resolução nº 03/2020 que institui o Código de Ética Parlamentar. O outro, de nº 04/2020, também de resolução, dispõe sobre o funcionamento e a organização dos trabalhos do Conselho de Ética Parlamentar da Câmara Municipal. Ambos são de autoria da Mesa Diretora e passaram pela análise da Comissão Mista da Casa.

A proposta surgiu da necessidade de revisão das normativas que regiam anteriormente o Conselho de Ética e Decoro Parlamentar, uma vez que essas apresentavam divergências graves. Segundo a justificativa do projeto, a “reformulação se faz necessária após a tramitação de processos administrativos disciplinares – PAD perante o atual Conselho de Ética e Decoro Parlamentar.

A justifica traz ainda que “a atual proposta tipifica tão somente as condutas e infrações ético-disciplinares, bem como o procedimento para apuração e aplicação das sanções aplicáveis nestes casos, excluindo as condutas puníveis com perda de mandato e as condutas incompatíveis com o decoro, ou seja, as infrações político-administrativas/crimes de responsabilidade”.

O projeto de resolução 04/2020 trata da regulamentação de todo funcionamento e organização dos trabalhos do Conselho de Ética Parlamentar da Câmara Municipal de Foz do Iguaçu. Os projetos foram aprovados e seguem para promulgação. Em sendo promulgados, as resoluções 123/2016 e 124/2016, que regiam o Conselho anteriormente, ficam revogadas a partir de janeiro de 2021.

RCI, com informações da Câmara Municipal.

Deixe um comentario

Estamos felizes por você ter optado por deixar um comentário. Lembre-se de que os comentários são moderados de acordo com nossa política de comentários.